Curso de Enfermagem no IEDEP Educacional

ESCOLA TÉCNICA IEDEP EDUCACIONAL

NOSSO CURSO

Nos preocupamos com as necessidades e as exigências do mercado de trabalho e em oferecer aos nossos alunos uma proposta diferenciada na sua formação profissional. Investimos na preparação e capacitação do futuro profissional oferecendo aos alunos: corpo docente altamente qualificado; os melhores campos de estágios; estrutura física de primeiro mundo em todos os ambientes equipados material didático, e ambiente apropriado.

Assim, privilegiamos a prática e a ativa participação dos alunos por meio de visitas técnicas, participação em eventos, aulas expositivas e treinamento, simulando condições reais de trabalho.

HABILITAÇÃO, QUALIFICAÇÕES E ESPECIALIZAÇÕES

Habilitação: 

Técnico em Enfermagem EAD

Carga Horária Total

1800 horas 

Carga Horária

1200 horas 

Estágio – Horas

600 horas

Período:

MANHÃ: 07h30 – 11h05

TARDE: 13h00 – 16h40

NOITE: 18h45 – 22h00

Duração:

Auxiliar em Enfermagem: 15 meses

Técnico em Enfermagem: 24 meses

 

PROPOSTA CURRICULAR

A proposta curricular da Escola Técnica IEDEP EDUCACIONAL visa privilegiar o processo de ensino-aprendizagem dos profissionais da área da saúde fundamentada no desenvolvimento de competências relevantes para as necessidades gerais do indivíduo. Propõe uma aprendizagem centrada no acadêmico, orientada pelas competências profissionais que se deseja desenvolver, de maneira interdisciplinar, em um currículo integrado, onde a adequação entre a teoria e a prática se baseia nas necessidades da comunidade.

A IEDEP reúne no Plano de curso, no Regimento Escolar, e nas Legislações da Educação embasamento para atender a um Currículo Dinâmico e Inovador, visando proporcionar aos alunos, experiências e oportunidades que permitam uma formação mais completa, crítica e comprometida com o contexto social. O estímulo à inquietude é delineado preponderantemente com metodologias de aprendizagem ativas, buscando o aprimoramento e a inovação constantes.

A oferta do Curso Técnico em Enfermagem, visa atender a demanda para a formação de profissionais para atuarem no mercado de trabalho da região.

As práticas pedagógicas estarão embasadas no currículo proposto no Plano de Curso, que se baseia na formação de competências, adequadas às vivências para a Enfermagem, e segue as orientações do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos – Eixo Ambiente e Saúde.

A matriz curricular do Curso técnico de nível médio de Técnico em Enfermagem do IEDEP EDUCACIONAL expressa a filosofia fundamentada no seu projeto político-pedagógico e no perfil profissional a ser formado.

O currículo foi organizado de modo a garantir o que determina a Lei Federal 9394/96, de 20-02-1996, Resolução CNE/CEB nº 1, de 5-12-2014; Resolução CNE/CEB nº 6, de 20-092012, Resolução SE nº 78, de 7-11-2008; Decreto Federal nº 5154, de 23-4-2004, assim como as competências profissionais que foram identificadas pelo Ceeteps, com a participação da comunidade escolar.

O desenvolvimento das competências e habilidades será uma das vertentes utilizadas, não só para trabalhar a parte técnico-cientifica, como também a visão de mundo do processo de trabalho, da cultura da comunidade, das condições emocionais e comportamentais, comunicações cognitivas e afetivas.

O Curso técnico de nível médio de Técnico em Enfermagem está fundamentando suas ações pedagógicas nos seguintes princípios:

  • Aprendizagem baseada no binômio: autonomia e responsabilidade;
  • Ética e solidariedade;
  • Humanização e qualidade da assistência;
  • Assistência pautada nos princípios do SUS e nos diversos níveis de atenção;
  • Compromisso com o contexto ambiental e social.

A organização curricular do Curso técnico de nível médio de Técnico em Enfermagem do IEDEP EDUCACIONAL deverá garantir um ensino que articule teoria e prática, vivências e processo educacional voltado para a contextualização e necessidades dos usuários e está fundamentado nas Legislações vigentes, a saber:

  • Leis Federais 9.394/1996, 11.741/2008 e 11.788/2008;
  • Resoluções CNE/CEB Nº 01/2014 e 06/2012;
  • Parecer CNE/CEB Nº 11/2012;
  • Deliberação CEE n° 162/2018;
  • Indicação CEE n° 169/2018;
  • Deliberação CEE/SP n° 138/2016;
  • Resolução CNE/CP Nº 01/2012;
  • Diretrizes curriculares nacionais para o Eixo Tecnológico Ambiente e Saúde.

O Curso está estruturado em 04 (Quatro) módulos com saídas intermediárias, será concedido o Certificado de Auxiliar de Enfermagem ao aluno que finalizar o módulo I, II e III com 15 meses de cursoe Diploma de Técnico de enfermagem ao aluno que finalizar os módulos I, II, III e IV

As turmas funcionarão no período matutino, vespertino e noturno com 20% da carga horária total através de metodologias diferenciadas e de forma virtual.

O processo ensino-aprendizagem traz a prática como verdadeira metodologia de trabalho no dia a dia da Educação Profissional, de modo a contextualizar o aprendizado, fruto da estreita correlação entre conteúdo e contexto, que gera a vivência e aponta para a excelência da formação profissional do aluno.

 

MERCADO DE TRABALHO:

Instituições hospitalares, ambulatoriais, clínicas, empresas, serviços sociais, serviços de urgência, unidades básicas de saúde, Programa Saúde da Família, home care (domicílio) e instituições de longa permanência para idosos.

Nesse sentido, a oferta do Curso Técnico em Enfermagem, visa atender a demanda para a formação de profissionais para atuarem no mercado de trabalho da região.

CAMPO DE ATUAÇÃO

O mercado de trabalho para o auxiliar e técnico em enfermagem não se restringe apenas aos hospitais. O profissional pode atuar em postos de saúde, clínicas, redes ambulatoriais, unidades básicas de saúde, creches, consultórios médicos, unidades de diagnóstico e laboratórios de análises clínicas, instituições de ressocialização, abrigos, spas, casa de repouso, ambulatórios de empresas, atendimento em domicílio, dentre outros.

O PROFISSIONAL: TÉCNICO DE EMFERMAGEM

O Aluno que se matricular na nossa Escola Técnica em enfermagem, receberá 2 certificações. Em 15 meses o Certificado de Auxiliar em Enfermagem e no final do curso em 24 meses o DIPLOMA de Técnico em Enfermagem e estará apto ao exercício da função e das suas competências profissionais como:

FUNÇÕES DO AUXILIAR EM ENFERMAGEM:

  • Desempenhar ações de enfermagem nos níveis de promoção, proteção, recuperação e de reabilitação da saúde de indivíduos e/ou grupos sociais, excetuando-se os cuidados requeridos por pacientes graves e com risco de vida;
  • Participar de programas de vigilância à saúde;
  • Participar de programas de prevenção e controle da infecção hospitalar;
  • Participar de atividades de pesquisa, educação e comunicação em saúde;
  • Atendimento a pacientes;
  • Organização de salas para exames;
  • Controle de medicamentos, de materiais e de insumos;
  • Efetua preparo a assistência aos pacientes clínicos, mediante prescrição médica e orientação do enfermeiro, bem como auxilia a equipe médica de enfermagem em casos de intercorrências e procedimentos;
  • Solicitar e verificar medicamentos recebidos pela farmácia;

FUNÇÕES DO TÉCNICO EM ENFERMAGEM:

  • Participar do planejamento, programação e orientação das atividades de assistência de Enfermagem;
  • Desempenhar ações de Enfermagem inclusive a paciente em estado grave nos níveis de promoção, proteção, recuperação e de reabilitação da saúde de indivíduo e/ou grupos sociais, executando os cuidados requeridos por pacientes com risco de vida e de saúde;
  • Prestar assistência de enfermagem Participar da prevenção e controle sistemático da infecção hospitalar;
  • Participar da prevenção e controle sistemático dos danos físicos decorrentes da assistência de Enfermagem;
  • Participar da implementação de programa de vigilância à saúde;
  • Atuar nos programas de higiene e segurança do trabalho;
  • Desenvolver atividades de educação e comunicação em saúde;
  • Participar de programas / projetos de pesquisa
  • Realizar curativos;
  • Administrar medicamentos e vacinas, nebulizações, banho de leito, mensuração antropométrica e verificação de sinais vitais;
  • Auxiliar a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação no processo saúde-doença;
  • Preparar o paciente para os procedimentos a pacientes clínicos e cirúrgicos e gravemente enfermos;
  • Aplicar as normas de biossegurança;
  • Interpretar e aplicar as normas do exercício profissional e princípios éticos que regem a conduta do profissional;
  • Colaborar com o enfermeiro e equipe na avaliação e elaboração do plano de assistência de enfermagem a ser prestado;
  • Participar de campanhas de prevenção de doenças transmissíveis em programas de vigilância sanitária;
  • Identificar necessidades individuais e coletivas de saúde da população e fatores condicionantes e determinantes de doença;
  • Intervir no processo de saúde e doença, garantindo a qualidade da assistência nos diferentes níveis de atenção à saúde;
  • Prestar cuidados de enfermagem nos diferentes grupos da comunidade de forma humanizada e com qualidade;
  • Compatibilizar as características da equipe de enfermagem às diferentes demandas dos usuários, integrando as ações de enfermagem nas ações multiprofissionais;
  • Gerenciar o processo de trabalho na atuação profissional;
  • Executar ações de cuidados de enfermagem, avaliando a qualidade e resultados;
  • Compreender e utilizar os códigos de ética, políticos e institucional normativos da profissão.
LABORATORIOS

As aulas práticas são realizadas em laboratório de enfermagem equipado com materiais específicos, para que o aluno possa desenvolver a prática dos conteúdos abordados em sala de aula. No laboratório podem ser desenvolvidas as seguintes técnicas: reanimação cardiopulmonar, sondagens vesical e nasogástrica, banho no leito, punção venosa, técnica de lavagem das mãos, realização de curativos, entre outras.

MERCADO DE TRABALHO

Com o crescimento da expectativa de vida dos brasileiros, de 75 para 81 anos, e o crescente interesse em serviços e produtos que estejam ligados à qualidade de vida, bem estar e saúde, o número de profissionais atrelados à área da saúde cresce de forma exponencial. Segundo pesquisas, a cada cem novas vagas de emprego para profissionais de nível técnico, vinte e cinco serão ocupadas por profissionais ligados à área da saúde.

Com a Pandemia Mundial  do COVID-19, enfrentada neste ano de 2020, cresceu-se muito a busca de emprego na área da saúde, e a busca pelo profissional, principalmente do auxiliar e técnico de enfermagem.

Não existe um salário mínimo profissional único para Técnicos em Enfermagem no Brasil. Os valores dependem dos acordos firmados entre os sindicatos de cada Estado e os órgãos empregadores.

No Brasil, a média salarial de um Técnico em Enfermagem é de R$ 1.825,00. Também é importante ressaltar que há uma variação nos salários da rede pública e privada.

(Fonte: https://www.catho.com.br/profissoes/tecnico-em-enfermagem)

CERTIFICAÇÃO

A instituição expedirá o Certificado de Auxiliar de enfermagem para os alunos que concluírem com aproveitamento satisfatório o itinerário de formação para o exercício da profissão previsto nos módulos I, II, III, e 100% (cem por cento) de frequência do estágio previsto nos módulos, assim como a conclusão do Ensino Fundamental.

           Será expedido DIPLOMA de TÉCNICO DE ENFERMAGEM para o alunos que concluírem com aproveitamento satisfatório o itinerário de formação para o exercício da profissão previsto nos módulos I, II,III, IV  assim como a conclusão do Ensino Médio, e concluir com êxito todos os componentes curriculares da habilitação, finalizar o estágio supervisionado obrigatório com 100% (cem por cento) de frequência e apresentar certificado de conclusão do ensino fundamental e Médio ou equivalente, para fazer jus ao diploma de Técnico de Enfermagem, Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde.

Será expedido o Histórico Escolar e Certificado de conclusão sempre ao final do curso, e constará, em seu verso, dentre outras, algumas das competências gerais e específicas do curso em questão.

Certificados e Diplomas serão expedidos pela  Escola Técnica IEDEP Educacional de acordo a Lei Federal nº 12.605/12 que determina às instituições de ensino Públicas ou Privadas a empregarem a flexão de gênero na nomeação da profissão ou grau nos diplomas expedidos.

Os Certificados e Diplomas também serão registrados, para fins de validade nacional, na SED – Secretaria Escolar Digital do Estado de São Paulo e no SISTEC/MEC – Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica, obedecendo a legislação vigente.

Os diplomas e certificados, de habilitação e de qualificação profissional técnica de nível médio, respectivamente, registraram no seu verso a estrutura básica da organização curricular, com carga horária correspondente, o eixo tecnológico a que se vincula o curso e as competências e habilidades definidas no perfil de conclusão do Curso.

 O histórico escolar que acompanha o diploma e certificado deverá explicitar os componentes curriculares cursados, de acordo com o correspondente perfil profissional de conclusão, explicitando as respectivas cargas horárias, frequências e aproveitamento dos concluintes.

 Os diplomas expedidos serão registrados pela Escola Técnica IEDEP Educacional, sempre que seus dados estejam inseridos no SISTEC, a quem caberá atribuir um código autenticador do referido registro, para fins de validade nacional.

MATRIZ CURRICULAR

A matriz curricular do Curso Técnico em enfermagem da Escola Técnica IEDEP Educacional expressa a filosofia fundamentada no seu projeto pedagógico, no Plano de curso e no Regimento Escolar, fundamentados nas legislações vigentes.

O currículo do curso de Enfermagem da Escola Técnica IEDEP Educacional está estruturado em quatro Módulos, com carga horária total de 1800 horas, sendo 1200 horas de aulas teórico/práticas e 600 horas de Estágio Profissional Supervisionado, assim distribuídas:

  • No Módulo I: Bases Fundamentais para o Exercício da Enfermagem I, os componentes curriculares e carga horária tratam das bases legais, regulamentação, principais normas e código de ética acerca do exercício profissional do técnico em enfermagem. Tem carga horaria de 260h.
  • No Módulo II: Saúde do Trabalhador e bases Fundamentais para o Exercício da Enfermagem II, os componentes curriculares e carga horária contemplam a organização do trabalho, incluindo a perspectiva da vivência nos locais de trabalho e das relações macrossociais. Reflete que a realidade da organização do trabalho da enfermagem pode ser mudada pela ação coletiva dos profissionais técnicos em enfermagem, em aliança com os demais setores organizados da sociedade e atendendo as necessidades dos usuários dos serviços. Tem carga horaria de 252h.
  • O Módulo III: Educação Prevenção e Assistência Clínica e Cirúrgica em Enfermagem do Adulto e da Terceira Idade, está estruturado para atender as competências a serem contempladas na postura profissional do técnico em Enfermagem, condizente com os princípios que regem as atividades da Enfermagem e aqueles relacionados com o autocuidado nas ações e regulamentos da assistência à clínica médica e cirúrgica, além das técnicas para o atendimento ao paciente na Terceira idade. Tem carga horaria de 408h.
  • Módulo IV: Enfermagem na Assistência da Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, Situação de Emergência e Assistência a Pacientes Críticos, está estruturado para atender aos procedimentos do técnico em enfermagem na assistência da saúde da mulher, da criança e do adolescente, realizar procedimentos em situações de emergência, de forma a viabilizar o atendimento eficaz, considerando conhecimentos e técnicas pertinentes, visando manter a vida e prevenir complicações até o atendimento especializado. Tem carga horaria de 280h.

Enfermagem na Escola Técnica IEDEP Educacional garantirá um ensino que articule teoria e prática, vivências e processo educacional voltado para a contextualização e necessidades dos ALUNOS e está fundamentado nas Legislações vigentes, a saber:

  • Leis Federais 9.394/1996, 11.741/2008 e 11.788/2008;
  • Resoluções CNE/CEB Nº 01/2014 e 06/2012;
  • Parecer CNE/CEB Nº 11/2012;
  • Deliberação CEE n° 162/2018;
  • Indicação CEE n° 169/2018;
  • Deliberação CEE/SP n° 138/2016;
  • Resolução CNE/CP Nº 01/2012;
  • Diretrizes curriculares nacionais para o Eixo Tecnológico Ambiente e Saúde.

Está reconhecido pelo Centro Paula Souza, órgão competente que autoriza o funcionamento do curso, Reconhecido pela Diretoria de Ensino Sul 2, que reconhece e autoriza o funcionamento da Escola como Escola Técnica de Enfermagem e pelo COREN- SP que reconhece a formação de nossos docentes e profissionais da área.

REQUISITOS PARA INGRESSO NO CURSO

Para o ingresso no curso Técnico em Enfermagem – Eixo Tecnológico – Ambiente e Saúde, a matrícula do aluno é efetuada mediante preenchimento de formulário específico disponível no site e secretaria da Instituição IEDEP EDUCACIONAL e a assinatura do contrato de prestação de serviços.

O curso destina-se a alunos que tenham concluído o Ensino Médio ou estejam cursando a 2a Série do Ensino Médio ou equivalente (EJA). A instituição informará aos alunos que estão cursando o ensino médio, que a certificação do ensino médio é condição necessária para a obtenção do diploma do curso Técnico em Enfermagem.

Para a matrícula, são necessários a apresentação das cópias dos documentos abaixo:

  • Carteira de identidade;
  • CPF;
  • 01 (uma) foto colorida 3×4 para a ficha de matrícula;
  • Certificado de Conclusão do Ensino Médio devidamente autenticado pela Secretaria Estado de Educação do Estado de origem ou declaração que está cursando a 2a série do Ensino Médio ou equivalente (EJA);
  • Histórico Escolar; quando for o caso de Transferência ou Aproveitamento de Estudos;
  • Certificado do serviço militar, quando for o caso.

Na hipótese da falta de documento de escolaridade anterior, a diplomação do aluno fica condicionada à entrega pelo mesmo dos documentos que comprovem a escolaridade mínima exigida, de acordo com a legislação em vigor, sendo aplicados os critérios previstos.

O aluno também deverá preencher os requisitos constantes da ficha de matrícula e do contrato de prestação de serviços onde constam as informações quanto às configurações básicas do equipamento que o mesmo deve dispor para desenvolver os estudos e instalar os ferramentais, incluindo a garantia de acesso à internet.

O aluno ainda deverá ter ciência das normas contidas no Regimento do IEDEP EDUCACIONAL e assinar a declaração de aceite das condições de estudo e da matrícula.

MÓDULO 1 – 260h

DISCIPLINAS:

História da Enfermagem, Legislação e Ética

Microbiologia e Parasitologia

Psicologia Aplicada a Enfermagem

Epidemiologia e Processos Patológicos

Nutrição e Dietética

Noções de Farmacologia

Anatomia e Fisiologia

Projeto integrador l

 

MÓDULO 2 – 252h

DISCIPLINAS:

Políticas de Saúde

Português Instrumental

Saúde do Trabalhador

Informática Aplicada

Fundamentos de Enfermagem

Projeto integrador ll

Políticas de Saúde

Português Instrumental

90h – Estágio

 

MÓDULO 3 – 408h

DISCIPLINAS:

Saúde Coletiva

Saúde Mental

Enfermagem na Terceira Idade

Enfermagem em Clínica Médica

Enfermagem em Clínica Cirúrgica

Administração em Enfermagem

Projeto integrador lll

Saúde Coletiva

Saúde Mental

250h- Estágio

 

MÓDULO 4 – 280h

DISCIPLINAS:

Enfermagem na Saúde da Mulher

Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente

Enfermagem em Emergência

Enfermagem com Pacientes Críticos

Projeto integrador lV

280h – Estágio

DIÁRIO OFICIAL

CONHEÇA NOSSO ESPAÇO